domingo, 15 de agosto de 2010

ÈGÉ



Uso nos terreiros:


Com a farinha de mandioca, prepara-se o padé (diversos tipos de farofas) que é indispensável nas oferendas aos Orishá.

O ebá, pirão de farinha de mandioca, serve para forrar a gamela onde é colocado o amalá oferecido a Shàngó.

As bolas de farinha feitas com dendê ou água, são com freqüência utilizadas em ebó para Eshu

As bolas de farinha com água e, com um pequeno pedaço de carvão vegetal encima, são oferecidas para Égún.

Com a raiz se faz trablho para Òshálá acalmar alguém.

“A raiz da mandioca que possui uma forma alongada está associada a Eshù, que é uma entidade fálica” (Barros & Napoleão 1999:124), e assim como as folhas, são masculinas. É um vegetal gún associado ao elemento Fogo.


Uso em Ifá:


Do odu Òdí méjì em “receita para tratar diarréia” (Verger 1995:187)

Do odu Ìrètè olota (Ìrètè Òwònrín) em trabalho para conseguir dinheiro rapidamente (Verger 1967:38) temos o ofó:


Má mu mi ni jèdíjèdí

Ègé

Má mu mi ni jèdíjèdí


Não me obstrua

Ègé

Não me obstrua


Outros nomes yorubá: ègé funfun, ègé òkè, gbàgùúdá, gbàjadà, pákí e lánàsé. (Verger 1995:693)

Nomes populares: Mandioca, aipim, macaxeira

Nome latino: Manihot esculenta Crantz., Euphorbiaceae.

ÈFÙ ÌYÁ
























Uso nos terreiros:


Planta associada a Oxum. As sementes são utilizadas em assentamentos e em jogos de búzios por algumas pessoas. As folhas são utilizadas em banhos e sacudimentos.


Uso em Ifá: É apenas citada como planta de Ifá.


Outro nome yorùbá: abo ògànwó (Verger 1995:644)

Nome popular: Andiroba,

Nome latino: Carapa procera DC., Meliaceae

ÈFÓ ÒYÌNBÓ



Uso nos terreiros:



Apenas como hortaliça na alimentação da comunidade.






Uso em Ifá:


Do odú Èjìogbè “Receita para tratar febre na gravidez” (Verger 1995:282-283)


Outros nomes yorùbá: Sheje moro, amúnú tutu e amúnú tutu pupa.

Nome popular: Bertalha

Nome latino: Basela Alba L., Basellaceae

EFÍNRÍN PUPA


Uso nos terreiros:




Usada no Agbo e em banhos para prosperidade. Está associada a Airá e Oñaguian.

Planta ïrý, atrai bem estar, fartura e prosperidade.



Uso em Ifá: Sem citação.


Nome popular: manjericão-roxo

Nome latino: Ocimun basilicum purpureum Hort., Labiatae

EFÍNRÍN NLÄ


Uso nos terreiros:


Utilizada no àgbo e, principalmente, em banho de proteção ou para combater feitiço. Atrai sorte

e prosperidade. As folhas estão associadas a Xango

O Ocimum gratissimum é facilmente confundido com o Ocimum canum Sims., que tem o nome popular de quioiô e se constitui num interdito para as “pessoas-de-santo das casas de ketu”, daí, algumas pessoas evitarem o uso destas plantas.

Uso em Ifá:


Do odu Ìrosùn ogbè em “receita para tratar febre intestinal” (Verger 1995:183)

Do odu Èjìogbè em “trabalho enterrado no chão para conseguir dinheiro” (Verger 1995:361) com

o ofó:

Wòròmobà máa gbówó fún mi wá

Wòròmobà traga sempre dinheiro para mim.


Do odu Ókànràn ìwòrì em “trabalho para expulsar alguém da cidade” (Verger 1995:413)

Do odu Òxé Òtúrá em “trabalho para acabar com o azar” (Verger 1995:365) e “proteção contra os inimigos”(Verger 1995:463)


Outros nomes yorubá: efínrín oshó, efínrín ògàjà, amówókúrò, ayé, wòròmobà e efínfín nlá (Verger 1995:701)

Nomes populares: Alfavaca, alfavaca-do-campo, alfavaca-cheirosa

Nome latino: Ocimun gratissima L., Labiatae

EFÍNRÍN KÉKÉRÉ


Uso nos terreiros:


Nos rituais iniciáticos, àgbo e em banhos purificatórios.

As folhas secas são empregadas em defumadores.

Maceradas e misturadas a outras é utilizada como “proteção contra feitiços, inveja e mau-olhado”.

Associadas a Òñàlá, suas folha são usada em banho para todos os òrìñà. Possui propriedade îrû.

Suas folhas são identicas a do efínrín ata porém, em proporção bem menos. Possui as mesmas finalidades do efínrín ata.


Uso em Ifá:


Ao banho feito com suas folhas, adiciona-se o ìyîròsùn onde foi riscado e recitado o

odu Èjìogbè, com a finalidade de conseguir um amor.


Nomes populares: Manjericão-de-folha-miuda

Nome latino: Ocimum minimum L., Labiatae

EFÍNRÍN ATA











Uso nos terreiros:


Associada a Òñálá é utilizada no àgbo e banhos diversos para todas as pessoas.

Folhas com propriedade îrû, conhecida nos terreiros, também, apenas pelo nome efínrín.

Considerada como planta de defesa e prosperidade é indicada para banhos em criança recém-nascidas com quebranto e insônia.


Uso em Ifá:


Do odú Ûkànràn méjì em “receita para tratar varíola” (Verger 1995:181)

Do odú Ìwòrì ûkànràn em “receita para tratar vertigem” (Verger 1995:197)

Do odú Ûkànràn òfún em “receita para tratar doença de criança (Verger 1995:229).

Do odu Ûbàrà méjì em “receita para tratar tontuta” (Verger 1995:263)


Outros nomes yorùbá: efínrín wéwé, efínrín àjà, efínrín marúgbýsányán e arùntantan (Verger 1995:701)

Nomes populares: Manjericão-de-folha-larga, manjericão-grande

Nome científico: Ocimun basilicum L., Labiatae