domingo, 15 de agosto de 2010

EFÍNRÍN NLÄ


Uso nos terreiros:


Utilizada no àgbo e, principalmente, em banho de proteção ou para combater feitiço. Atrai sorte

e prosperidade. As folhas estão associadas a Xango

O Ocimum gratissimum é facilmente confundido com o Ocimum canum Sims., que tem o nome popular de quioiô e se constitui num interdito para as “pessoas-de-santo das casas de ketu”, daí, algumas pessoas evitarem o uso destas plantas.

Uso em Ifá:


Do odu Ìrosùn ogbè em “receita para tratar febre intestinal” (Verger 1995:183)

Do odu Èjìogbè em “trabalho enterrado no chão para conseguir dinheiro” (Verger 1995:361) com

o ofó:

Wòròmobà máa gbówó fún mi wá

Wòròmobà traga sempre dinheiro para mim.


Do odu Ókànràn ìwòrì em “trabalho para expulsar alguém da cidade” (Verger 1995:413)

Do odu Òxé Òtúrá em “trabalho para acabar com o azar” (Verger 1995:365) e “proteção contra os inimigos”(Verger 1995:463)


Outros nomes yorubá: efínrín oshó, efínrín ògàjà, amówókúrò, ayé, wòròmobà e efínfín nlá (Verger 1995:701)

Nomes populares: Alfavaca, alfavaca-do-campo, alfavaca-cheirosa

Nome latino: Ocimun gratissima L., Labiatae

Nenhum comentário:

Postar um comentário