domingo, 11 de julho de 2010

BÙJÉ


Uso nos terreiros:

Folha importante na iniciação e no Àgbo dos filhos de Öbaluaiyé.

Utilizada no ritual de lavar a cabeça para “tirar a mão” de zelador morto.

Folha associada a Öbaluaiyé e Nana orixás ligados à morte. Possui características masculina, gún e ligada ao compartimento Terra.

Em Cuba, é atribuida a Yemonja, pelos Lucumi, provavelmente pelo fato de possuir frutos redondos.

Uso em Ifá:

Em trabalho do Odú Ojonile, para livrar alguém de uma morte eminente (para enganar a morte)

Bùjé é o nome dado a plantas que são usadas na preparação de tatuagens e de tintura preta para cabelo” (Verger 1995:30). Dentre as várias espécies conhecidas como bùjé, na África, destacam-se a Morelia senegalensis A Rich., conhecida, também, pelos nomes yorubá; bùjé dúdú, dàndòjé, Osàngodó, àsógbódùn, àsógbódò e onípowòjé (Verger 1995:698) e a Rothmannia longiflora Salisb., pelos nomes: bùjé nlá, bùjé wéré, iná apá e èkàn igbó. (Verger 1995:715), ambas da familia das rubiaceae.

Nome popular: Jenipapeiro

Nome latino: Genipa americana L., Rubiaceae

Nenhum comentário:

Postar um comentário